Novo programa cria condições especiais para micro e pequenas empresas acessarem crédito

Compartilhe:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Pronampe é a nova linha de crédito emergencial do Governo Federal para micro e pequenas empresas.

Associação Comercial e Empresarial informa que o Governo Federal lançou essa semana uma nova linha de crédito emergencial. O programa foi criado para atender micro e pequenas empresas que enfrentam dificuldades durante a crise do novo coronavírus.

Pelo Pronampe, os micro e pequenos empresários poderão pedir empréstimos de valor correspondente a até 30% da receita bruta que tiveram em 2019. Para os casos de empresas que tenham menos de um ano de funcionamento, o limite do empréstimo será de até 50% do seu capital social ou a até 30% da média de seu faturamento mensal apurado desde o início de suas atividades.

“Desde que a pandemia se iniciou, a Associação Comercial e Empresarial, ciente de sua responsabilidade busca ficar atenta e informar seus associados, e também todo empresariado local, sobre os meios disponíveis a fim de reduzir os prejuízos causados nesse período. Parte do trabalho é se manter em linha com as ferramentas disponíveis. Por isso, buscamos aprender sobre a maioria para poder trazer a informação de forma assertiva”, explica o gerente da ACE, Raphael de Padua Medeiros.

“Desde que a pandemia se iniciou, a Associação Comercial e Empresarial, ciente de sua responsabilidade busca ficar atenta e informar seus associados, e também todo empresariado local sobre os meios disponíveis a fim de reduzir os prejuízos causados nesse período”, Raphael de Padua Medeiros, gerente da ACE São João

Taxas e mais informações

Dessa forma, A taxa de juros anual é a Selic, atualmente em 3%, mais 1,25% sobre o valor concedido. O prazo de pagamento é de 36 meses, sendo oito meses de carência para começar a pagar e financiamento em 28 parcelas.

O SEBRAE disponibilizou um guia com todas as dúvidas sobre o programa. Para saber mais, clique aqui.

Leia também